TryEngineering.org: Discover the creative engineer in you. Accreditation.org: The ultimate resource for engineering, computing and technology accreditation. TryNano.org: Nanotechnology for a wider audience.  
         TryEngineering.org > A vida de um engenheiro > Engenharia de Computação, Estados Unidos
Discover the creative engineer in you
Life of an Engineer
Torne-se um engenheiro
A vida de um engenheiro
Conheça engenheiros profissionais
Sociedades de engenharia
Especialidades de engenharia
Química
Civil
De computação
Elétrica
Mecânica
Mais...
Especialidades de tecnologia de engenharia
Química
Civil
De computação
Elétrica
Mecânica
Mais...
Samuel Russell Sorenson (Engenharia de Computação, Estados Unidos)
Formando, California State University Northridge

Samuel Russell Sorenson
Samuel está cursando um Bacharelado em Engenharia de Computação


Pesquise bastante sobre os diferentes campos de estudo oferecidos. Para ter sucesso, você precisa se assegurar de que gostará do campo de especialização que escolher.





P: Quando você descobriu que queria ser um engenheiro?
Sorenson: Toda a minha vida eu gostei de desmontar as coisas e saber como elas funcionavam. Quando comecei a procurar por uma faculdade, a engenharia pareceu ser o que se encaixava.

P: Como é sua experiência de faculdade em termos do tempo que você precisa estudar por dia?
Sorenson: O tempo de estudo variou de acordo com a disciplina. Umas poucas horas por dia além da aula eram suficientes para a maioria delas. Algumas matérias, especialmente perto das provas, exigiram muito mais tempo de estudo.

P: Você está tendo também experiências de trabalho enquanto é estudante? Estágios, programas de cooperação ou qualquer outro emprego enquanto está fazendo o curso?
Sorenson: Enquanto estava na escola, eu trabalhava em tempo parcial no varejo. Embora a experiência não esteja relacionada diretamente ao meu campo de estudo, a experiência de atendimento ao cliente que adquiri foi um bom acréscimo ao meu currículo.

P: Como você se preparou para a experiência de cursar uma faculdade?
Sorenson: Como nenhum outro dos meus familiares próximo tinha diploma universitário, eu decidi que a melhor maneira de me preparar para uma universidade era freqüentar um 'community college' por dois anos e então me transferir para um curso universitário de quatro anos. Durante meu período de dois anos no 'community college', eu pude decidir em que campo de estudo eu estava interessado. Quando fui para a CSUN, eu tinha experiência universitária suficiente para ir bem nas disciplinas.

P: Você teve/tem um mentor que ajudou a orientá-lo até aqui? Se sim, descreva o impacto dessa pessoa em sua educação e planos de carreira.
Sorenson: Meus pais são as pessoas que tiveram o maior impacto em minha educação e planos de carreira. Eles me apoiaram em todas as etapas do caminho. Eles foram um grande fator que em ajudou a decidir que escola fazer e o que estudar.

P: Há uma área de especialidade em que você se concentrou na engenharia? Se sim, qual é, e como você optou por essa especialidade? Além disso, em que ponto de sua experiência de faculdade você decidiu?
Sorenson: Meu curso é de Bacharelado em Engenharia de Computação. O curso cobre muitos assuntos tanto de ciência da computação quanto de engenharia elétrica. Eu decidi por este diploma enquanto estava no 'community college', porque eu fiz disciplinas de programação de computadores e realmente gostei delas. Eu também fiz disciplinas de matemática e ciências de que realmente gostei. O curso de engenharia de computação permitiu-me estudar ambas as áreas e me deu mais opções para escolher uma carreira.

P: É difícil conciliar seus estudos de engenharia com outras atividades, como lazer, viagens, diversão?
Sorenson: Às vezes é difícil equilibrar os estudos escolares com a diversão. Fazer amigos em sua área de estudos ajuda, porque seus horários são normalmente semelhantes.

P: Você estuda mais em equipe ou sozinho? Você tem alguma preferência quanto a isto?
Sorenson: Na faculdade, grupos de estudo são fundamentais. Encontrar um grupo de pessoas, cada uma com pontos fortes e fracos distintos, ajuda muito. Se uma pessoa for meio fraca em um assunto, outra pessoa do grupo, que seja forte nele, pode ajudar a primeira. O tempo de estudo individual também é extremamente importante. Se você não consegue estudar por conta própria, é muito difícil conseguir boas notas nas provas.

P: Qual é a coisa mais difícil que você descobriu sobre sua experiência de faculdade, estudando em um curso de engenharia?
Sorenson: A administração do tempo é uma das coisas mais difíceis de uma faculdade. Você precisa ser capaz de devotar tempo suficiente para cada disciplina que está cursando. Um monte de provas de todas as suas disciplinas cairá na mesma data ou em datas próximas. Se não gerenciar seu tempo bem, você não terá o suficiente para ir em frente.

P: Qual é o aspecto mais gratificante de fazer um curso de engenharia?
Sorenson: Existem muitas coisas gratificantes em fazer um curso de engenharia. Você forma um bom grupo de amigos que têm metas semelhantes. Você consegue experiência prática, através de experiências em laboratório.

P: Você acha que continuará a estudar engenharia ou pensa em mudar para outra área? Por quê?
Sorenson: Eu certamente continuarei a estudar engenharia. Para continuar sendo requisitado como engenheiro, você precisa expandir continuamente seu conhecimento do campo.

P: Você tem alguma idéia de que tipo de indústria gostaria de atuar ou de trabalho que você gostaria de fazer quando se formar? Se sim, como decidiu por essa indústria ou campo?
Sorenson: Eu quero encontrar uma carreira que integre tanto projeto de software quanto de hardware. Eu posso fazer uma coisa ou outra, mas ser capaz de usar tudo o que aprendi é o mais atraente.

P: Você acha que fará outros cursos depois de concluir este que está fazendo? Por que ou por que não?
Sorenson: Depois de trabalhar alguns anos, eu planejo voltar para a escola, para fazer um mestrado.

P: Você acha que a escola vai prepará-lo para como as coisas são feitas no mundo real?
Sorenson: Através dos muitos projetos individuais e em equipe que realizei na CSUN, eu acho que tenho uma boa idéia de como as coisas são feitas no mundo real.

P: Para quantas escolas de engenharia você se inscreveu? Em quantas você foi aceito?
Sorenson: Eu só me inscrevi em duas escolas de engenharia e fui aceito em ambas. Eu decidi, antes de me inscrever, que queria ficar em casa com minha família. Por isso, só me inscrevi em escolas de engenharia de minha cidade. Do que eu soube antes de me inscrever, a CSUN tinha um excelente programa de engenharia.

P: Você tinha uma primeira opção? Você foi aceito nessa primeira opção?
Sorenson: Em função da localização e da reputação, a CSUN foi minha primeira opção.

P: Como você decidiu qual faculdade/universidade cursar?
Sorenson: Eu escolhi a escola que ficava mais perto de casa.

P: O que os estudantes de nível médio deveriam fazer para se preparar para desempenhar as tarefas que os estudantes de engenharia realizam?
Sorenson: Os estudantes de nível médio devem se acostumar a não ficar deixando os trabalhos escolares para depois. Deixar as coisas para a última hora faz com que seja realmente difícil conseguir boas notas, já que cria mais estresse do que o necessário. Os estudantes de nível médio também devem cultivar o hábito de fazer boas anotações em sala de aula. Os professores normalmente gastam muito tempo preparando suas aulas, para terem certeza de que estão abordando todo o que os alunos precisam saber. Fazer boas anotações dessas aulas realmente ajuda para as provas.

Os perfis dos engenheiros são considerados idéias pontuais da carreira de cada indivíduo.


(Os perfis dos engenheiros do TryEngineering são fornecidos pelo
Sloan Career Cornerstone Center.)


home about contact us links sitemap disclaimer